Home » Cadeia do Leite » Mobilização de agricultores deve paralisar ponte na fronteira como Uruguai

Mobilização de agricultores deve paralisar ponte na fronteira como Uruguai

14/09/2017 11:04:52 - Por: ZH. Foto: Nauro Júnior / Agencia RBS

Ação, organizada pela Fetag-RS tem como objetivo protestar contra as importações de leite do país vizinho que tem entrado no mercado brasileiro, fazendo os preços despencarem.

Responsive image
Produtores de leite do Estado prometem trancar a passagem na ponte internacional Barão de Mauá, em Jaguarão, na manhã desta quinta-feira (14). A mobilização é uma forma para protestar contra a crise vivida pelo setor no lado brasileiro. Segundo a Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag-RS), são esperadas cerca de mil pessoas.

A escolha do local, na fronteira com o Uruguai tem relação com o fato de o país vizinho ser apontado como origem do produto importado que tem entrado no mercado brasileiro, fazendo preços despencarem. Mais do que isso, há suspeita de haver triangulação do produto vindo de outros países. O pedido é para que o Brasil imponha sistema de cotas.

– É uma mobilização diferente. Queremos mostrar ao governo do Uruguai que assim não dá mais e ao do Brasil, que o produtor não suporta mais. Esse é só o começo de uma série de mobilizações. Ou a gente faz alguma coisa, ou vai baixar ainda mais o preço do produto – diz Carlos Joel da Silva, presidente da Fetag-RS.

Nesta semana, em encontro com representantes do governo federal, entidades solicitaram compras institucionais – de 50 mil toneladas de leite em pó – para enxugar a oferta de leite. Segundo o Planalto, há restrições orçamentárias, mas haverá tentativa de reorganizar rubricas para que as aquisições possam ser feitas. Mas não foi dado nenhum prazo ou volume a ser negociado.