Home » Cadeia do Leite » Queijos Artesanais - o show da Roberta Sudbrack no Rock In Rio

Queijos Artesanais - o show da Roberta Sudbrack no Rock In Rio

29/09/2017 08:25:03 - Por: Osvaldo Martins de Barros Filho

O show não promoveu alegria aos espectadores, mas com tristeza evidenciou a precariedade das legislações sanitárias defasadas e desafinadas.

Responsive image
A Chef Roberta Sudbrack deu um show no Rock In Rio, sem guitarra, sem bateria, sem microfone; com queijos, linguiças e rede social.

O show não promoveu alegria aos espectadores, mas com tristeza evidenciou a precariedade das legislações sanitárias defasadas e desafinadas. E foi nesta partitura de notas sórdidas que a banda da Vigilância Sanitária carioca tocou.

“O produto não estava IMPRÓPRIO para o consumo, mas estava com sua COMERCIALIZAÇÃO IRREGULAR.” Explica Michelle Carvalho, do Movimento Slow Food Brasil. No Pernambuco, Estado de origem dos queijos, sim eles poderiam ser comercializados tranquilamente.

Para que os queijos e as linguiças pudessem ser comercializados no Rio de Janeiro precisavam do selo do SIF, Serviço de Inspeção Federal. É caro, complicado e cansativo para um pequeno produtor conseguir o SIF. Prova disso é o grande número de brasileiros honestos defendendo o pão de cada dia com muito suor e dignidade na clandestinidade.

Por outro lado, um movimento liderado por queijeiros e atores do mundo do queijo artesanal estão pleiteando um Marco Regulatório para o Queijo Artesanal no Brasil. O movimento #salveoqueijoartesanal não quer ser regido por RIISPOA, pois é voltado para indústria. O clamor é para um Regulamento específico para Queijos Artesanais Brasileiros.

Enquanto a legislação brasileira não for modernizada, queijos tupiniquins vão brilhar lá fora (como os queijos mineiros que foram medalhistas no Concurso Mundial de Queijos em Tours, em Junho na França) e vão dançar aqui dentro.
 
*Osvaldo Martins de Barros Filho é de Alagoa/MG, empreendedor mineiro que vende queijo pela internet, bacharel em Direito, palestrante, gosta muito de café e escreve ao GUIALAT mensalmente.