Home » Cadeia do Leite » Exportações de produtos lácteos da Nova Zelândia caem em agosto

Exportações de produtos lácteos da Nova Zelândia caem em agosto

04/10/2017 09:39:45 - Por: The Irish Farmers Journal, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

O leite em pó integral é o produto lácteo mais importante da Nova Zelândia.

Responsive image
O gigante mundial dos produtos lácteos, Nova Zelândia, viu o volume de exportações cair 2,6%, enquanto o valor caiu 25%, de acordo com novos dados. Um início úmido para a estação de produção de 2017-2018 na Nova Zelândia resultou na queda da produção de leite, enquanto as exportações de produtos lácteos também caíram.

Agosto é tradicionalmente o mês mais baixo para as exportações de produtos lácteos da Nova Zelândia. Para agosto de 2017 em relação a agosto de 2016, o volume de exportação de leite em pó integral caiu de 45.250 toneladas para 35.795 toneladas. Isso representa uma queda de 20,9% com relação a agosto do ano passado. Os números foram revelados pelos analistas de mercado da Internal FC Stone.

O leite em pó integral é o produto lácteo mais importante da Nova Zelândia. Apesar da queda nas exportações, a China continuou sendo o maior mercado único para o produto da Nova Zelândia, importando 10.197 toneladas de leite em pó integral em agosto. Este é quase um terço da produção total de leite em pó integral da Nova Zelândia em agosto. As exportações de leite em pó desnatado caíram de 18.598 toneladas para 8.051 toneladas, o que representa uma queda de 56% em um ano.

No entanto, as exportações de fórmulas infantis aumentaram de 4.382 toneladas para 7.237 toneladas em um ano, o que representa um aumento de 65% em um ano. Austrália e China foram os maiores mercados de fórmulas infantis. Das 7.237 toneladas, a Austrália comprou 2.937 toneladas (41%) e a China, 2,027 toneladas (28%).

As exportações cumulativas de manteiga e gorduras caíram de 40.842 toneladas para 20.140 toneladas.