Home » Cadeia do Leite » A máquina de datilografar que chamou a atenção

A máquina de datilografar que chamou a atenção

16/03/2017 15:19:20 - Por: Osvaldo Martins de Barros Filho

O que passo a relatar aqui aconteceu dias atrás.

Responsive image
O que passo a relatar aqui aconteceu dias atrás.

O carteiro me entregou algumas correspondências, mas uma me chamou a atenção. O envelope, branco meio pastel, veio com tipografia das antigas e com meu nome e endereço datilografado. Isso mesmo: datilografado.

Na hora, pensei: Meu Deus, datilografia, ainda tem quem a use! Abri imediatamente o envelope. E outra grata surpresa: o papel utilizado na carta é de uma Convenção Nacional de Vendas de 27 e 28 de Fevereiro de 1989, por quatro anos seria o meu ano de nascimento. Achei aquilo incrível.

Lí a carta com brilho nos olhos e passei a conhecer o senhor Antônio Veiga, que é de Ribeirão Preto, trabalha com brindes e como todo brasileiro está lutando pra driblar a crise. Ao terminar a carta liguei imediatamente pra ele e ao longo da conversa, muito bem humorada, descobri o motivo da carta datilografada: “Hoje em dia são mais de 300 e-mails na caixa de entrada, a pessoa nem vê o e-mail que eu mando. Com a carta datilografada é diferente. A pessoa pelo menos lê”.

A abordagem dele foi tão impactante que acabei fechando um pedido de canetas para presentear os clientes em novembro, aniversário de 07 anos da “Queijo d’Alagoa MG”.


Deixo esta sacada pra você: saiba utilizar os recursos existentes. Inovar às vezes não é gastar com algo novo, pode ser também reaproveitar algo velho. Faça uma releitura dos seus procedimentos, dos seus padrões, dos seus processos. O que você pode fazer para encantar o cliente? Qual a melhor forma de abordar seu público? Como chamar a atenção e atrair olhares pra sua empresa e pro seu negócio?

O Sr. Antônio Veiga, tem e-mail veiga.tony@gmail.com, mas não deixa a máquina de datilografar empoeirada. Está na hora de tirarmos a poeira de algum recurso/equipamento/insumo/hábito e botarmos pra funcionar à moda antiga neste mundo moderno e tecnológico.