Home » Cadeia do Leite » Mercado de Leite: O que podemos esperar de 2015/2016?

Mercado de Leite: O que podemos esperar de 2015/2016?

16/03/2017 16:01:49 - Por: Romildo Antônio Andrade Júnior

Observar o passado recente e uma boa dose de cautela pode nos ajudar bastante.

Responsive image
Prever o mercado de leite para 2015, já era um grande desafio.

Agora prever o próximo ano agrícola, ficou ainda mais difícil.

Mas, observar o passado recente e uma boa dose de cautela pode nos ajudar bastante.

Como explicar o aumento de produção em 2014, se com a falta de chuvas, a tendência não era diminuir a produção?

Em um pais onde a economia praticamente não cresceu, o que acontece quando a produção nacional aumenta em 8%?

2015 já largou com produção de janeiro e fevereiro 8 % superior a janeiro de 2014;

E os custos de Energia (+ 42%), Fretes, Óleo Diesel, Água, etc? Como repassar no produto?

Aumento dos juros e diminuição das linhas de créditos.

Cada um de nós, temos nossas próprias respostas para essas perguntas, mas, o importante é a reflexão sobre as mesmas e repassá-las aos produtores de leite, para uma conscientização da fase que o mercado de leite e o Brasil atravessa.

Se praticamente no pico de uma entre-safra, nota-se os laticínios/cooperativas, com dificuldades de vendas e até mesmo queda em preços nos queijos e leite Longa Vida, já podemos nos prevenir e alertar nossos produtores que “podemos” enfrentar uma das safras mais difíceis dos últimos anos.

Observamos claramente, que a maior dificuldade de 2015, foi a questão de demanda mesmo. Com a crise econômica que o Brasil vem enfrentando, era de se esperar uma diminuição no consumo, o que ocorreu, mas, a queda de volume, ajudada pela menor safra na Região Sul do país, acabou aliviando as empresas e produtores do sudeste.

Mas, agora, vem a safra do sudeste, e a grande pergunta é: ”Como o mercado vai comportar com o expressivo aumento de volume no Sudeste?”.

A palavra mais utilizada em 2015 foi “Cautela”. E, neste momento, é recomendável, o aumento dessa “Cautela”, por partes dos laticínios e produtores.

Como comecei a matéria com perguntas, encerro a mesma com mais três perguntas:

O que fazer com uma possível super-safra?

E uma possível dificuldade de vendas?

As empresas estão preparadas para o excedente de produção?




rize escort izmit escort sakarya escort kusadasi escort eskisehir escort yalova escort konya escort hacklink child porno hacklink medyum beylikdüzü escort chip satışı zynga chip zynga chip chip satışı istanbul evden eve nakliyat sancaktepe evden eve nakliyat