Home » Cadeia do Leite » Lácteos direcionam ano recorde de exportações da Irlanda

Lácteos direcionam ano recorde de exportações da Irlanda

16/01/2018 10:26:41 - Por: Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint

Com o rebanho leiteiro crescente da Irlanda e o aumento da produtividade das vacas, a produção de leite irlandesa aumentou em torno de 8% em 2017.

Responsive image
Os lácteos ficaram no topo da lista de exportações irlandesas de alimentos e bebidas em 2017, de acordo com o novo relatório do Bord Bia (Irish Food Board).

Falando no lançamento do relatório da “Export Performance and Prospects 2017-2018”, do Irish Food Board Bord Bia, o ministro irlandês da Agricultura, Alimentação e Marinha, Michael Creed TD, declarou que o valor das exportações irlandesas de alimentos, bebidas e horticultura aumentou em 13% em 2017, atingindo 12,6 bilhões de euros (US $ 15,4 bilhões) pela primeira vez.

O setor de lácteos foi o mais significativo, com um valor exportado de € 4,02 bilhões (US $ 4,92 bilhões) - representando um terço de todas as exportações de alimentos e bebidas - um aumento de 19% em relação ao ano anterior.

Falando no lançamento, a CEO do Irish Food Board, Tara McCarthy, disse que o valor das exportações de manteiga da Irlanda aumentou em 60% apenas em 2017, atingindo € 879 milhões (US $ 1,07 bilhão).

"Este crescimento representou mais da metade do aumento total das exportações de produtos lácteos", disse McCarthy.

Além do Reino Unido, as exportações para outros países da União Europeia (UE)  aumentaram em 16% para mais de € 4 bilhões (US $ 4,89 bilhões), principalmente impulsionadas pelas fortes exportações de produtos lácteos, que aumentaram em mais de 40%, para € 1,2 bilhão (US $ 1,46 bilhão).

Os lácteos representam 45% de todas as vendas para mercados internacionais, sendo a China o segundo maior mercado depois do Reino Unido.

Boas previsões para lácteos

O relatório afirmou que os altos níveis de demanda observados no setor de produtos lácteos em 2017 parecem continuar em 2018, com manteiga e produtos em pó em forte crescimento nos principais mercados da UE e internacionais.

Os pós nutricionais especializados continuam a ser a principal exportação de produtos lácteos em cerca de 1,3 bilhão de euros (US $ 1,59 bilhão), mas o crescimento se manteve estável. O maior aumento foi para manteiga que aumentou em mais de 60%, para quase 900 milhões de euros (US $ 1,1 bilhão), impulsionada pela alta demanda e pelos preços nos mercados da UE e internacionais.

Os contratempos no mercado de queijos registrados em 2016 foram revertidos - com o mercado de exportação crescendo em 22% para cerca de 848 milhões de euros (US $ 1,03 bilhão). O comércio para o Reino Unido ainda compreende cerca de 50% do mercado.

Outros produtos lácteos que se beneficiaram de um crescimento substancial este ano foram os leites em pó desnatado e integral, cada um atingindo exportações de € 180 milhões (US $ 220,3 milhões), aumentos de 46% e 55%, respectivamente.

Excesso de oferta devido ao aumento da produção

Com o rebanho leiteiro crescente da Irlanda e o aumento da produtividade das vacas, a produção de leite irlandesa aumentou em torno de 8%, ou mais de 500 milhões de litros, atingindo os 7,1 bilhões de litros em 2017.

A produção de leite irlandesa deve aumentar em mais 30% até 2020.

O relatório observou que continua a ser provável que o aumento global da produção no segundo semestre de 2017 continuará no primeiro semestre de 2018, com potencial excesso de oferta no mercado.

A demanda global de importação geralmente suporta crescimento de expansão do leite de cerca de 1,5% globalmente. Acima deste nível, a expansão dos produtos lácteos pode resultar em um excesso de oferta no mercado.

O crescimento da produção na UE e global, juntamente com os estoques de intervenção da UE para leite em pó desnatado, estão causando algumas incertezas no mercado e um atual sentimento de queda no mercado, concluiu o relatório.

Em 16/01/18 – 1 Euro = US$ 1,22438
                       0,81674 Euro = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)