Home » Cadeia do Leite » Receita da suíça Emmi registrou alta de 3,2% em 2017

Receita da suíça Emmi registrou alta de 3,2% em 2017

09/02/2018 09:20:02 - Por: Valor Econômico

Excluindo os efeitos do câmbio e aquisições, o crescimento foi de 0,5%.

Responsive image
A empresa suíça de lácteos Emmi teve uma receita líquida de 3,364 bilhões de francos suíços em 2017, alta de 3,2% em comparação com os 3,258 bilhões de francos suíços do ano anterior. Conforme informou hoje a empresa, que tem participação no mineiro Laticínios Porto Alegre, em termos orgânicos, excluindo os efeitos do câmbio e aquisições, o número corresponde a um crescimento de 0,5%.

A performance do ano reflete um aumento das vendas nas divisões Américas (4,1%) e Europa (0,8%), assim como um recuo de 0,6% na divisão Suíça. “Um robusto segundo semestre compensou a fraqueza dos seis primeiros meses do ano. Os destaques foram a contribuição das boas vendas de queijo e a boa performance nos mercados dos Estados Unidos e Tunísia”, diz a empresa em nota. A Emmi só informou a receita e 2017 e outros detalhes financeiros do ano passado ainda não foram divulgados.

No comunicado, o CEO da Emmi, Urs Riedener, disse que a companhia teve um segundo semestre de 2017 “impressionante”. Segundo ele, o crescimento das vendas de queijos da divisão Américas e a evolução nos negócios ligados a sobremesas atenuaram a pressão sobre as importações e os preços na Suíça.

Riedener também destacou os investimentos em mercados de nicho, como os produtos orgânicos e à base de leite de cabra, e o reforço de marcas importantes. “A evolução da receita vai se beneficiar de um ganho de vigor devido às recentes aquisições.”

A Emmi, que em maio de 2017 comprou 40% do capital da Laticínios Porto Alegre, informou que a desaceleração econômica nos mercados emergentes afetou as vendas da divisão Global Trade. A divisão inclui principalmente as vendas diretas a partir da Suíça a clientes em mercados onde a Emmi não tem subsidiárias, como Ásia e leste da Europa, e a maior parte dos países da América do Sul e da península árabe. A receita da divisão caiu para 119,7 milhões de francos suíços contra 132,9 milhões de francos suíços em 2017, uma queda de 9,7% em termos orgânicos.

Conforme a empresa, os efeitos ligeiramente negativos das aquisições se explicam pela perda de exportações à Mexideli a partir do quarto trimestre de 2017. Agora, a empresa é consolidada integralmente na divisão Américas.

Ainda segundo a Emmi, a performance negativa da divisão se deve acima de tudo à baixa das exportações de manteiga e leite em pó, assim como a venda de produtos não lácteos que não fazem parte do core da Emmi.

As vendas modestas de leite na China e a redução das vendas de queijos na Rússia também influenciaram negativamente. Em contrapartida, as receitas ligadas a produtos frescos em Hong Kong e Cingapura e as vendas de queijos no Brasil registraram uma performance positiva.