Home » Cadeia do Leite » México: importações de leite atingem nível sem precedentes

México: importações de leite atingem nível sem precedentes

14/02/2018 09:15:33 - Por: Portal Lechero, traduzidas pela Equipe MilkPoint

As importações de leite mexicanas, principalmente dos Estados Unidos, já representam 35% do consumo nacional do México.

Responsive image
As importações de leite mexicanas, principalmente dos Estados Unidos, atingiram um nível sem precedentes e já representam 35% do consumo nacional do México. Dados da Câmara Nacional da Indústria do Leite (Canilec), que reúne 130 empresas que processam cerca de 86% de produção no país, indicam que as importações de 2015 e 2016 aumentaram 11% e, de acordo com as previsões, essa tendência continuará.

O consumo teve um avanço muito maior em relação à produção nacional, uma situação que torna o país um deficitário, uma condição que continuará a ser mantida e aumentará devido às limitações que o México tem em recursos naturais, principalmente água.

De acordo com alguns dados, a produção de um litro de leite requer 300 litros de água (bebedouros, instalações de lavagem, irrigação, forragem, etc), se tornando um desafio para a produção nacional devido às condições hidrológicas no país. Sob este cenário, ainda será necessário importar matérias-primas complementares para a produção nacional.

Se estima que até 2025, 14,2 bilhões de litros por ano de leite fresco precisam ser produzidos para abastecer um mercado de 18,2 bilhões de litros por ano em um México de 126 milhões de habitantes.

O crescimento das importações de produtos lácteos tem sido criticado por pequenas empresas agrupadas na Frente Nacional de Produtores e Consumidores de Leite, que acusam o deslocamento de seus produtos. Na última segunda-feira, eles fizeram uma manifestação em 20 estados da República para exigir a revisão da política de preços do leite que eles fornecem para cobrir programas sociais da empresa Liconsa.

Os demandantes pedem que sejam pagos 8 pesos (US$ 0,42) por litro e não os 6,05 pesos (US$ 0,32) que recebem, já que o custo de produção é de 7,30 pesos (US$ 0,38). De acordo com o porta-voz desse grupo, Álvaro González, o produto é comprado internacionalmente a oito pesos, mas é vendido ao consumidor final a 18 pesos (US$ 0,95).

Em 08/02/18 – 1 Peso Mexicano = US$ 0,05328
18,7685 Peso Mexicano = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)