Home » Cadeia do Leite » Custo de produção do leite registra nova alta em abril

Custo de produção do leite registra nova alta em abril

11/05/2018 09:38:28 - Por: CILeite Embrapa

Em abril, a alta de 1,78% se deu, principalmente, devido ao forte aumento no grupo concentrado.

Responsive image
Pelo segundo mês consecutivo o custo de produção de leite registra um aumento expressivo e o principal motivo foi o mesmo registrado no mês de março, ou seja, a forte elevação de preços do grupo Concentrado. Em abril, o Índice de Custo de Produção de Leite - ICPLeite/Embrapa registrou um crescimento de 1,78%. Ração para vaca e componentes de alimentação usados pelos produtores para formularem a dieta dos animais tiveram aumentos elevados, com destaque para Farelo de Soja, Farelo de Trigo e Poupa Cítrica. O grupo Concentrado registrou 3,64% de aumento, pouco mais que o dobro no ICPLeite/Embrapa do mês.

O grupo Produção e compra de volumosos registrou crescimento de 1,06%, ficando aquém do Índice do mês. Este fenômeno também ocorreu com os demais grupos que apresentaram variação positiva de custos, são eles: Qualidade do leite (0,82%), Sanidade (0,75%), Sal Mineral (0,67%) e Energia e Combustível (0,49%).

Dois grupos componentes do custo de produção não apresentaram variação em abril: Mão de obra e Reprodução. Os dados encontram-se na Tabela 1.

Tabela 1. Variação de custos de produção de leite, geral e por grupo. Abril de 2018.

Fonte: Embrapa Gado de Leite.

No acumulado do ano o ICPLeite/Embrapa registra elevação de custos de 7,46%. O acumulado no grupo Concentrado foi de 17,63%, sendo responsável pela expressiva elevação de custos neste primeiro quadrimestre do ano. Também contribuíram para o crescimento o custo do grupo Sal mineral, que foi de 5,05%, o grupo Qualidade do leite, de 4,43% e o grupo Mão de obra, que foi de 4,15%. O grupo Sanidade acumulou crescimento de custos de 2,16%. Todavia, vale o registro que todos os grupos citados tiveram variação de preços abaixo do acumulado pelo ICPLeite/Embrapa no quadrimestre.

Três grupos acumularam retração de custos no período. O maior foi o de Energia e combustível, que foi de -3,97%, seguido de Produção e compra de volumosos, de -1,49% e Reprodução, de -1,22%. Os dados encontram-se na Tabela 2.

Tabela 2. ICPLeite/Embrapa. Acumulado no ano 2018.

Fonte: Embrapa Gado de Leite.

No acumulado de doze meses, o ICPLeite/Embrapa registra elevação de custo de 10,54%. Todos os grupos acumularam variação positiva no período. O grupo Concentrado liderou o crescimento de custos, com elevação de 19,31%. Qualidade do leite acumulou variação próxima ao registrado pelo ICPLeite (10,13%). Sanidade acumulou elevação de 8,37%. Três grupos de apresentaram variação em patamares próximos: Sal mineral (4,85%), Produção e compra de volumosos (4,45%) e Mão de obra (4,15%). Variações menos expressivas foram registradas nos grupos Energia e combustível (2,79%) e Reprodução (1,77%). Os dados no acumulado de dozes meses para cada um dos grupos que compõem o índice encontram-se na Tabela 3.

Tabela 3. ICPLeite/Embrapa. Acumulado de maio de 2017 a abril de 2018.

Fonte: Embrapa Gado de Leite.