Home » Cadeia do Leite » USDEC mantém previsões de alta para produção de leite da União Europeia

USDEC mantém previsões de alta para produção de leite da União Europeia

31/05/2017 09:30:10 - Por: Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint

O aumento foi de 3 mil toneladas e tecnicamente, essa quantia é menor que 1% em relação aos níveis de produção de leite de março. Porém, o USDEC prevê que o crescimento recente se perpetuará ao longo deste ano.

Responsive image
A União Europeia (UE) reportou seu primeiro aumento na produção de leite em quase um ano. O Conselho de Exportações de Lácteos dos Estados Unidos (USDEC) espera que a tendência continue. O aumento foi de 3 mil toneladas e tecnicamente, essa quantia é menor que 1% em relação aos níveis de produção de leite de março. Porém, o USDEC prevê que o crescimento recente se perpetuará ao longo deste ano.

Os resultados variaram de acordo com o país, mas os membros da UE que estavam para trás apresentaram uma melhoria significativa nos primeiros três meses de 2017. De acordo com dados do USDEC, a recuperação da UE está sendo liderada pela Polônia e pela Irlanda, com a produção do primeiro trimestre aumentando 3,5% e 1,1%, respectivamente, com o maior aumento ocorrido entre fevereiro e março para o trimestre. 

O USDEC prevê que a Polônia e a Bélgica deverão alcançar um pico de produção no final de 2017. A Espanha e a Itália também registraram ganhos de produção em março e o Reino Unido vem se aproximando de um ponto de equilíbrio.

A Alemanha e a França (os maiores produtores de leite da UE) registaram declínios de 2% e 1% na produção de leite nos primeiros três meses do ano, uma tendência que provavelmente continuará devido ao clima úmido de inverno que afetou a região até meados de maio, segundo o USDEC. "Estamos, de fato, mais otimistas sobre a produção de leite na UE do que as atuais previsões da Comissão Europeia, de um aumento de 0,6% para o ano", disse o USDEC.

"Nós esperamos um crescimento superior a 2% no segundo semestre - um aumento anual de quase 300 mil toneladas de leite por mês - elevando o total de 2017 a um ganho de 1%".

EUA 

As exportações de produtos lácteos dos EUA experimentaram ganhos significativos de 14% em volume para o primeiro trimestre de 2017, os maiores resultados do primeiro trimestre desde 2014. O USDEC prevê que os EUA aumentarão suas exportações totais de 15% para 20% do total da oferta de leite dos Estados Unidos, em grande parte direcionada pela forte demanda por queijo na Ásia, México e Oriente Médio.