Home » Cadeia do Leite » Nestlé Espanha desenvolve a primeira fórmula infantil com dois oligossacarídeos do leite materno

Nestlé Espanha desenvolve a primeira fórmula infantil com dois oligossacarídeos do leite materno

13/07/2017 10:36:46 - Por: Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint

Os oligossacarídeos são o terceiro componente sólido mais abundante no leite materno, após a gordura e a lactose.

Responsive image
Após uma década de pesquisa, a Nestlé desenvolveu a primeira fórmula infantil com dois oligossacarídeos idênticos aos encontrados no leite materno. A Espanha é o primeiro país do mundo a começar a usar este produto. Há alguns meses, alguns hospitais e clínicas começaram a usar o produto, e agora ele estará disponível em farmácias espanholas.

Um porta-voz da Nestlé disse que o produto tem o nome de Nan Optipro Supreme e é vendido no varejo por um preço entre € 22- € 24 (US$ 24,95-US$ 27,22). Ele disse que a Nestlé estará implantando fórmulas infantis com oligossacarídeos do leite humano globalmente nos próximos anos.

Os oligossacarídeos são o terceiro componente sólido mais abundante no leite materno, após a gordura e a lactose. Eles desempenham um papel fundamental no desenvolvimento e no bem-estar do bebê, desempenhando um papel decisivo no sistema imunológico infantil imaturo e promovendo uma flora intestinal saudável. Embora os oligossacarídeos no leite materno sejam estudados há quase um século, a Nestlé é a primeira empresa a replicar e produzir duas moléculas de oligossacarídeos de leite humano (HMO) para fórmula infantil.

Os novos ingredientes foram avaliados positivamente pela Autoridade Europeia para Segurança Alimentar (EFSA) e foram aprovados pela Comissão Europeia e pela Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos. Um estudo clínico mostrou que a fórmula com estes HMOs não só garante um crescimento adequado, mas também ajuda a tornar a composição da flora intestinal dos recém-nascidos mais semelhante às dos bebês amamentados.

O estudo também descobriu que os bebês que receberam a nova fórmula tiveram uma redução no número de bactérias potencialmente patogênicas, o que poderia explicar o menor número de infecções respiratórias observadas, bem como a diminuição da necessidade de usar antibióticos e antipiréticos.

Apesar da nova fórmula, a Nestlé disse que apoia a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que as mulheres grávidas e as que acabaram de dar à luz precisam ser informadas sobre os benefícios e a superioridade da amamentação, pois esta é a maneira ideal de nutrir o bebê e protegê-lo contra doenças.