Home » Cadeia do Leite » EUA: atualizações melhoram a segurança para os produtores de leite antes de expirar a Farm Bill

EUA: atualizações melhoram a segurança para os produtores de leite antes de expirar a Farm Bill

27/07/2017 09:59:07 - Por: Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint. Foto: Humberto Nicoline/Embrapa

A legislação inclui melhorias que levam a menores custos para os produtores de leite e a uma melhor cobertura de seguro quando as margens do leite estão baixas.

Responsive image
O Comitê de Apropriações do Senado dos Estados Unidos aprovou uma legislação que faz atualizações significativas para o Programa de Proteção da Margem para os produtores de leite (MPP-Dairy). A legislação inclui melhorias que levam a menores custos para os produtores de leite e a uma melhor cobertura de seguro quando as margens do leite estão baixas.

Ao invés de esperar que a Farm Bill expire no outono do ano que vem, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) pode implementar essas mudanças durante parte do ano de 2018, disse o Comitê de Apropriações do Senado. A Farm Bill expira no outono de 2018 e é improvável que o USDA possa implementar as mudanças da MPP-Dairy até 2020, se os produtores de leite tiverem que esperar mais um ano, de acordo com o comitê.

"Os produtores de leite dos EUA não devem ser deixados à espera de ação de Washington e esta legislação bipartidária toma medidas importantes ao fazer mudanças significativas no programa de margens leiteiras para apoiar melhor as pessoas que impulsionam nossa economia agrícola e comunidades rurais”, disse o senador de Wisconsin, Tammy Baldwin.

A Farm Bill foi criticada pela indústria de lácteos dos EUA por seus cortes no orçamento e por deixar os produtores sem uma proteção de gestão de risco adequada. "Os aprimoramentos para o Programa de Proteção da Margem de lácteos contidos na lei fortaleceriam o programa e ajudariam a abrir caminho para melhorias adicionais necessárias na próxima lei agrícola", disse o presidente e CEO da Federação Nacional de Produtores de Leite (NMPF), Jim Mulhern.

Entre as alterações está a mudança dos cálculos e dos pagamentos da MPP de uma base bimestral para uma base mensal para melhorar a precisão e o tempo do programa na resposta às condições do mercado. Os custos de prêmio também serão "dramaticamente" reduzidos para incentivar os produtores de leite a participar de níveis maiores de cobertura.

O Nível 1, correspondente a custos mais baixos de prêmio, será ajustado do nível atual de 4 milhões de libras (1,81 milhão de quilos) de produção (equivalente a 185 vacas) para 5 milhões de libras (2,27 milhões de quilos) para se alinhar melhor com o tamanho da fazenda leiteira média dos EUA de 223 vacas e incentivar fazendas a participar de níveis mais significativos de proteção.

"Ao tornar o programa de rede de segurança do setor de lácteos mais acessível, esta legislação garantirá que mais produtores tenham acesso a uma melhor proteção contra perdas catastróficas, como aquelas que tivemos em 2009 e 2012", disse Mulhern. "Embora haja mais trabalho a fazer para tornar a MPP uma rede de segurança efetiva, essas melhorias são um ótimo começo.”