Leilão de ativos da massa falida do laticínio Nilza agendado para maio Leilão de ativos da massa falida do laticínio Nilza agendado para maio

14-03-2019 08:55:37 - Por: Valor Econômico

Os imóveis foram divididos em quatro lotes, que incluem também mobília e máquinas dos laticínios.

Leilão de ativos da massa falida do laticínio Nilza agendado para maio
Por determinação do juiz da 4º Vara Cível de Ribeirão Preto, Heber Batista Mendes, um novo leilão dos ativos da massa falida do laticínio Nilza ocorrerá em 17 de maio. O edital do leilão foi publicado esta semana. Essa é a terceira tentativa de vender os imóveis, que estão avaliados em R$ 68,5 milhões.

Os imóveis foram divididos em quatro lotes, que incluem também mobília e máquinas dos laticínios. “Acredito que agora, com o mercado aquecido, teremos mais chances de que a venda ocorra”, disse ao Valor o administrador judicial da massa falida, Alexandre Borges Leite.

Ele calcula que será possível obter R$ 50 milhões com o leilão das unidades. A Nilza teve a falência decretada em 2012 e tem uma dívida de R$ 700 milhões, aproximadamente. A BNDESPar, braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), era um dos principais acionistas da Nilza, com mais de 30% do capital.

O primeiro lote ofertado compreende a unidade de Ribeirão Preto, avaliada em R$ 38,3 milhões. O segundo diz respeito a uma área de dez hectares, também em Ribeirão Preto, avaliada em R$ 9 milhões.

O terceiro compreende oito imóveis em Itamonte (MG), incluindo a indústria de laticínios, terrenos e imóveis em áreas urbanas, avaliado em R$ 20,5 milhões. O quarto e último lote é composto por um terreno e imóvel avaliados em R$ 718 mil.

As propostas de compra devem ser enviadas até 11 de abril e a abertura dos envelopes está prevista para 17 de maio. Não havendo lances para a aquisição do lote único, as unidades industriais poderão receber lances individualmente.