Conseleite/RO: Valor de referência para o leite a ser pago em Junho é de R$ 1,4525; alta de 13,2%

10-06-2021 13:53:01 Por:

Conseleite/RO: Valor de referência para o leite a ser pago em Junho é de R$ 1,4525; alta de 13,2%
O Boletim de mercado do setor lácteo rondoniense tem como objetivo apresentar os resultados do índice de preços da cesta de derivados lácteos definida pelo Conselho Paritário de Produtores/Industriais de Leite do Estado de Rondônia - CONSELEITE. A seguir, são apresentados os resultados para o mês de referência de maio e que foram levados à reunião deliberativa do CONSELEITE realizado no dia 07 de junho de 2021.

No mês de junho, a indústria de lacticínios do Estado de Rondônia teve uma elevação no preço médio de 13,2% na sua cesta de derivados lácteos, quando comparado com o mês anterior. Os aumentos foram observados nos preços do leite UHT (+0,1691).

Os valores divulgados compreendem os preços de referência para o leite padrão, bem como o maior e menor valor de referência, de acordo com os parâmetros de ágio e deságio em relação ao Leite Padrão, calculados segundo metodologia 2 definida pelo Conseleite de Rondônia.

Conseleite/RO: Valor de referência para o leite a ser pago em Junho é de R$ 1,4525; alta de 13,2%

Os valores de referência da tabela são para a matéria-prima leite “posto no tanque de resfriamento”, o que significa que o frete de segundo percurso não deve ser descontado do produto rural. Nos valores de referência está incluso Funrural de 1,5% a ser descontado do produtor rural.

O Conseleite Rondônia alerta que outros parâmetros são considerados pelo mercado para estabelecer o valor final do leite a ser pago ao produtor, tais como: 1. Fidelidade do produtor ao laticínio; 2. Distância da propriedade até o laticínio; 3. Qualidade da estrada de acesso a propriedade rural; 4. Temperatura do leite na entrega; 5. Capacidade dos tanques de resfriamento de leite da propriedade; 6. Tipos de ordenha; 7. Adicionais de mercado devido a oferta e procura pelo leite na região; 8. Sazonalidade da produção; 9. Condições sanitárias do rebanho; 10. Outros benefícios concedidos pelas indústrias.

As informações são do Conseleite/RO.